domingo, 23 de janeiro de 2011

Tristeza ou felicidade?

Uma vez me perguntaram...

Lih, você está feliz?

Eu respondi... Estou, sou.. e Por que não?...

Esta pessoa me indagou o meu por quê e eu, comecei a pensar, a falar, e a explicar...

“Tenho diferentes sentimentos habitando o meu coração...

Sou feliz porque tenho uma família, triste porque esta família têm problemas, mas feliz porque somos fortes e capazes de enfrentar todos esses problemas...

Sou feliz porque tenho os melhores amigos do mundo, que Deus colocou em minha vida, e que me ajudam, são meus AMIGOS de verdade... Sou triste porque não os tenho 24 horas ao me lado, fisicamente, mas sou feliz porque os tenho no meu coração, porque tenho um amor recíproco dentro de mim, porque sei que a hora que precisar, posso contar com eles, falar, sendo tudo isso recíproco.. E principalmente, adorar falar do meu sentimento de amor amigo puro que existem dentro de mim por cada um.

Sou feliz porque tenho um gosto de ajudar as pessoas ao meu redor, sem olhar, mas admirando... Sem olhar que tipo de pessoa é, sem olhar o interior dela... Mas só de ajudar e fazer algo positivo já me sinto bem, e quando é aceito com um olhar emocionado e um sorriso no rosto, isso é de verdade um presente pra mim... Sou triste porque não posso ajudar todos que eu realmente queria ajudar, mas sou feliz porque talvez, apenas com palavras eu ajudo.

Sou triste porque vivo em um mundo onde diferenças existem, preconceito, medos, infelicidades, tristezas, guerras, terror, violência, maldades...

Mas sou FELIZ porque eu sei que têm amor, paz, solenidade, amizade, carinho, emoções, carisma, pessoas afim de ajudar, de aprender, de saber, de conhecer... Porque em meio á tantas pessoas que não gostam de fazer algo pro bem, existem milhões que querem praticar principalmente o bem. E não somente isso, mas sou feliz porque sei que tem pessoas que assim como eu, querem fazer a diferença, e não perdem essa vontade!

Sou triste porque infelizmente, não posso realizar todos os sonhos meus e de todos aqueles que eu queria realizar.. Porque eu não tenho como fazer magia... Sou triste porque não posso fazer 1000 coisas ao mesmo tempo...

Mas sou Feliz porque eu posso ajudar a realizar esses sonhos, batalhar para realizar os meus, ter sempre alguém por perto para ver minhas vitórias e dividir toda felicidade comigo... Sou Feliz porque posso fazer o que gosto, com quem eu gosto, em diversos tempos... Porque eu tenho forças para fazer tudo isso..

Sou triste porque existem tantas pessoas com problemas físicos, e se limitam á muitas coisas que a vida oferece.. Mas sou feliz, porque essas pessoas são especiais, pois nelas, existe um sentimento a mais de carinho e amor... Mesmo tendo a tristeza de ver essas pessoas limitadas, sou feliz porque elas ainda vivem e desfrutam da beleza da vida!

Sou triste porque eu queria tentar mudar a cabeça de muita gente.. Mas sou feliz porque com minhas palavras, eu consigo mudar o suficiente para fazer o bem sempre!

Sou triste porque queria pular etapas da vida... Passar pelas dificuldades mais rapidamente..

Mas sou feliz, porque sei que posso passar por tudo, com um sorriso no rosto, ter forças, para fazer tudo, pular obstáculos, atravessar pontes arriscadas sobre abismos, sem cair...

Afinal, a vida é assim, para crescer, amadurecer, com tudo que passamos.

Sou triste, porque a tristeza existe, tomando conta dos melhores sentimentos... Mas sou FELIZ, porque a felicidade existe para combater ás mágoas e ressetimentos, desesperos... Enfim, para dar forças à quem necessita e a refletir a paz nos corações..

Sou feliz, porque existe vida! Porque existe natureza, porque podemos viver!

Sou feliz pelas mais simples coisas da vida, pelas quais posso olhar, admirar e sorrir! Sou feliz, porque posso sorrir... =D

Então... Seja FELIZ, mesmo que exista a tristeza, pense sempre no bem, e seja assim...

Transmitindo a paz, é que conquistamos o bem!”

Esse texto foi escrito por eu mesma, Lih Papassoni ;)


Espero que gostem, e COMENTEM!


Beijos!

(dedico este texto para meu querido amigo Thadeu, pois ele que me deu inspiração e me fez pensar em tudo isso!)

Medos...

Medos...

Todos temos medos, afinal, faz parte da vida, né?


Mas, qual seria a definição desta palavra?... Tem pessoas que acreditam que o medo é apenas um momento pelo qual refletimos entre o certo e o errado, onde corremos o risco de vencer ou perder... Outras pessoas acreditam que o não se deve temer nada... Afinal, o que te trás o medo? A capacidade de não se lutar por algo que deseja por receio de errar.. Perder..?

Talvez deveríamos juntar ambas frases e fazer outra... Ou outras..

Nunca tenha medo de arriscar, mas não arrisque sem medo.

Não tenha medo de errar, mas tente nunca ter medo perante um erro.

O risco que corremos ao ter medo de algo, é o mesmo que temos ao sermos vítimas desse medo.

Tenha medo de tudo, porém, não tenha medo do medo.

O medo faz dos sábios mais sábios, e dos tolos, mais tolos.

Aquele que erra e tem medo, mas segue em frente, é mais sábio do que aquele que erra sem ter medo, e para onde chegou..

O medo transforma um alguém em vítima da própria identidade.

Nunca tenha medo de cair, tenha medo de não se arriscar por tropeçar e cair....



Infinitas são as frases que fazem refletir o significado do medo, porém, faça com que este te imponha limites que só você pode estipular a si mesmo.

O medo é assim, um sentimento ruim.. Em determinados momentos, nos faz mais tristes, com vontade de sumir no mundo, vontade de nunca mais ver nada... Mas em especiais momentos, nos faz sentir com aquela vontade de querer aprender, buscar, sentir, “farejar” e se dar bem, com aquele apertãozinho no peito, mas que no fundo, é algo bom.

Contudo....
O medo pode ser o pior ou um dos piores sentimentos que existe dentro de um ser, mas quando se têm amigos, se tem família, pessoas que amamos incondicionalmente, por perto, que transmitem paz, alegria, que nos fazem rir.. O medo se transforma em pura vontade de querer mais e correr atrás..
É assim, o medo é um sentimento chato, mas se torna bom quando queremos nos sentir bem...

Enfim, medo, talvez... seja só pra quem quer sentir ruim ;)

E PRINCIPALMENTE.. NÃO TENHA MEDO DE VIVER E DE SER FELIZ ;)

(Essa postagem vai especialmente à um amigo meu, o Fer... Te desejo toda felicidade do mundo! Amo-te! beijos)