sábado, 19 de março de 2011

Felicidade, com seus caminhos...


Caminhos a percorrer,

Tempos que se vão, pelo anoitecer,

Pelos meus olhos, vejo as estrelas,

Que piscam, sem saber,

O que será, o amanhecer,

Só sei que a felicidade bate em minha porta,

E eu sem hesitar, não perco a oportunidade, de mais uma vez, deixá-la entrar,

Sei que algum motivo fê-la estar ali,

Não sei bem qual, mas sei que eu somente sinto-a percorrer meus sentimentos,

Arrepio ao saber que ela recobre meu corpo,

Invadindo com os melhores momentos,

Deixando para trás aqueles tristes pensamentos,

Que me levaram pela escuridão do tempo,

E que agora, no estrelar da noite,

Sinto que a calma e a pureza, me elevam, por dois meios,

Contra pelo simples fato de nunca mais querer acordar,

Querendo sentir somente a leveza do ar,

E a favor, pelo fato de mais um dia chegar...

Sem saber, qual surpresa, qual presente, está a me esperar...

A felicidade conjuga-se no bem querer de estar com todos aqueles que me querem bem....

Ás vezes não enxergo ou não consigo enxergar,

O quão belo é o olhar do próximo, que com pureza, exprime-o a diferenciar...

Da beleza daquele que só está ali, por estar...

Mas paro, e reconheço-o no mesmo instante,

Que o olhar do amor da amizade,

É o mais rico e penetrante,

Comparado com aquele que é só mais interessante,

Pelo fato de estar ali, somente por ajudar,

Esperando a recompensa, que sabe lá, quando vai chegar..

De alguma forma, minhas mãos tentam recompensar,

O sentimento que veio, com aquele,

Que com interesse, fez em minha mente, penetrar,

E de uma certa forma, procurarei,

Algum meio de explicar,

A mim mesma que o sentimento não é alheio,

Mas ensinar que a recompensa,

É dada no mais belo e simples olhar....

Nenhum comentário: