terça-feira, 18 de outubro de 2011

Horizonte de pensamentos


Ás vezes parece que tudo se perde,
Parece que nada tem fim...
É como se um ferro tapasse o sol,
E ele nunca mais fosse existir...
Momentos que são marcados,
Pela desesperança, pelo desespero,
De querer se salvar, mas não achar algum amparo,
Mesmo tendo inúmeros à volta, parecem descasos,
Mas são amigos, e são do nosso merecimento...
Tem momentos que o sentimento “só” invade,
Penetra, adentro, e na alma arde...
Como um fogo em brasa, parece arte...
Mas é um descuido na alma,
Algo que incomoda, sufoca...
É assim, que se perde,
Mas é assim que se tem um fim...
Um fim de túnel, um fim com luz...
É difícil se chegar,
Quando o pensamento se refugia em outro lugar...
Mas é ter forças para encontrar,
Essa luz que habita algum lugar...
É erguer-se de alguma forma,
Olhar o horizonte, sem precisar sorrir,
Mas agradecendo a Deus por estar ali,
E sabendo que tudo vai passar, mais um dia chegar,
E a luz sempre a iluminar,
As almas que querem ser feliz...
É acreditar, que o melhor se encontra,
Em algum lugar ele está,
Ás vezes, na nossa frente,
Mas vamos levando mais adiante,
Pois no momento certo, vai se mostrar,
Irradiante, a admirar,
A felicidade que brilha no olhar...

Nenhum comentário: