quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Pensamentos da noite


Pelo silencio da noite,
Sinto a harmonia dos pensamentos,
Perante um coração, cheio de sentimentos,
Vejo assim, a vida, contemplada em cores e argumentos,
Irradiada por luzes e contentamentos,
De almas que circulam, sem ressentimentos,
Apenas, a fim de encontrar,
O brilho que as espera, em algum lugar,
E que lhes dá como presente,
A vida, que a cada dia irradia,
Toda sua beleza, perante a natureza,
Com simples cores calmas,
Surgindo no passar das horas,
E que no decorrer do tempo,
Veneram o arder do calor,
Que esquenta, como um verdadeiro amor,
Queima ardente lenha,
Sobre a pele, sem respeitar a dor,
Mas respeitando o momento vivido,
Mostrando assim, mais um dia amigo...
Por entre a calma,
Observo o adoecer do dia,
Contemplo a vinda da outra alegria,
Da lua e suas estrelas,
Dando o show da noite, da mais pura beleza,
Iluminando os rumores que choraria o dia,
Mostrando que o preto também tem cores,
Mas principalmente,
Que a escuridão é envelhecer alegre de todos os dias...

Nenhum comentário: