sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Sentimentos da Noite


Observo a Lua e a estrelas,
Tão distantes, mas tão serenas,
Estão ao longe, amenas,
Vislumbrando o mundo,
De forma tão pequena, mas tão imensa...
Admiro a beleza do céu,
Como se fosse um altar,
Observo os paços de danças, véus,
Com tanta beleza sempre a desejar...
Sinto o perfume da natureza,
Das suas plantas e flores,
Todos os mais derivados sabores,
Mas as mais lindas riquezas...
Ouço o piar dos pássaros,
Junto do sopro do vento,
Arrepio com a brisa, um desejo,
De poder voar e delirar,
Com tantos sonhos a sonhar,
Alcançando assim, o maior altar,
Que está sempre a refletir,
A imensidão do céu, a se divertir,
Por entre as águas claras, o sorrir,
Deste verdadeiro enlace,
Céu e mar, natureza e beleza,
Que juntos, formam a mais bela riqueza,
A vida, contemplada na mais pura realeza...

Nenhum comentário: